Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaKimi Nii › Minha história

Kimi Nii

São Paulo / SP - Brasil
72 anos, artista plástica

Jardim de afetos perfumados


No jardim que tenho em casa tem um espaço tão pequeno, tenho plantas tão diferentes... Asagao é típica do Japão e significa rosto da manhã. Ela está florindo, que bonita! [uma flor redonda de tom rosa vivo, parece guarda-chuva]. E junto é a glicínia. Gosto muito da helicônia, tão brasileira, porque na minha série Flora Cerâmica há várias peças que lembram as formas da flor da helicônia. Babosa é bom pra tudo, cura tudo, dizem que até câncer... Tem uma folhagem, não sei o nome, ganhei da Tomie Ohtake [o paisagista Kiyoshi Yamaguchi, presente no ateliê, depois informa: Sanseveria cilindrica é sua denominação científica. É parente da espada-de-são-jorge, nativa da África]. De certa forma essa planta é “neta” do Burle Marx porque a Tomie ganhou uma muda dele.

Tem também um arbusto com flores cor-de-rosa se chama érica. Aqui também tem lírio da paz e agapanto, que dá aquela florzinha lilás geralmente em novembro. Ah, e o perfume da gardênia... Tem o momiji, ou ácer [arbusto da mesma família do plátano ornamental]. Plantei em um vaso, gingko biloba, este é o nome chinês. Tenho também gin-mokusei, acho que é jasmim-do-imperador [flor-do-imperador, planta usada para aromatizar o chá]. Gin quer dizer prata, Kin é ouro. Então existem dois tipos, com duas cores diferentes.

Depoimento à jornalista Patrícia Patrício
Fotos: Chi Qo e arquivo pessoal de Kimi Nii


Enviada em: 05/03/2008 | Última modificação: 07/03/2008
 
Donguri: do barro à madeira »

 

Comentários

  1. mariana_figueiredo4@hotmail.com @ 5 Mar, 2008 : 20:30
    Parabéns! Com certeza temos que valorizar muito mais a diversificada cultura do nosso país. Seu trabalho é muiito legal. De verdade! Parabéns novamente por expor a sua história aqui.

  2. mat5 @ 7 Mar, 2008 : 13:29
    parabens

  3. Madoka Otsuka @ 29 Mar, 2008 : 09:26
    Li a história de vida, e as fotos de Kimi Nii. Dá um livro a história toda da família. Sou fã dos trabalhos dela, infelizmente só conheço através de fotos. As fotos do ateliê, no bairro do Butantã, enviadas por ela e do Chi Qo estão estupendas! Muito boas, adoreeei. Li que ela morou na mesma cidade que eu, Embu. As flores que ela plantou no jardim, me lembraram meu pai e minha avó, já falecidos, que também adoravam a helicônia, e que belo título: jardim de afetos perfumados. Pelas fotos passa a imagem de uma mulher forte, vigorosa, jovem e bonita. Parabéns Kimi Nii, adorei o seu nome e significados. Sayonara Madoka Otsuka

  4. ivantaba@hotmail.com @ 10 Abr, 2008 : 23:17
    Obrigado, por compartilhar a história da sua vida, com todos nós. Este depoimento, é um relato dos sobreviventes que sentiram o drama deste período. Ler sobre a vida de Kimi é sentir toda a sua sensibilidade que se transforma em obra de arte.

  5. Adriana Matsumoto @ 29 Ago, 2008 : 08:20
    Parabéns! Acompanho seu trabalho através das peças fotografadas para a Revista Casa Cláudia. Gostaria muito de poder comprar algumas cerâmicas para minha casa.

  6. t.sugui@hotmail.com @ 29 Ago, 2008 : 14:09
    Conheci a Kimi Nii nos anos 60, e fico contente que ela continua ainda na luta. Parabens. Tomoaki Sugui

  7. jorge @ 7 Nov, 2008 : 11:24
    muito interessante

  8. djucilene@yahoo.com.br @ 10 Nov, 2008 : 21:28
    muito interessante,seu trabalho conheci algumas pecas através de um amigo.

  9. CERAMISTAS GOSTARTA DE MANTER CONTATO COM @ 15 Ago, 2010 : 06:56
    Kimi Nii GOSTARIA SABER COMO POSSO DIVULGAR SEUS TRABALHOS E APRIMORAR MINHAS PESQUIZAS SOBRE CERAMISTAS

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

| mais fotos » Galeria de fotos

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com o mesmo sobrenome

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados