Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaMari Kanegae › Minha história

Mari Kanegae

São Paulo / SP - Brasil
63 anos, artista plástica e professora de origami

Identidade pessoal


Sou brasileira, filha de japoneses. A gente sempre convive com o fato de as pessoas chamarem a gente de japonesa. E aí você fica se questionando: por quê? Será que com italiano é a mesma coisa? Na adolescência, isso me incomodou um pouquinho, sim. Lembro-me de um artigo que uma amiga escreveu dizendo que “poxa, eu nasci aqui, nunca fui para o Japão, nunca estudei em escola japonesa, e mesmo assim sou chamada de japonesa?” (risos). Foi o que eu queria ter falado. Mas depois você amadurece e entende que são coisas pequenas.

Hoje sei que sou bastante oriental. Sou casada, meu marido é descendente também. Nós nos conhecemos num curso de japonês na USP. Falo bastante em aula, mas não sou muito espalhafatosa, e sim mais reservada, observadora. O que vejo de melhor no brasileiro é a espontaneidade, as pessoas não dão muitas voltas para agir ou falar, são mais diretas. Você não esconde seus sentimentos, tem menos vergonha.

Numa das viagens para o Japão, no intervalo de uma aula, estava observando o pessoal conversando e uma menina que não era japonesa veio para mim e disse “você não é japonesa”. Eu pensei: como ela adivinhou? Ela era indiana, e disse que dava para perceber só de olhar. Ficamos muito amigas, até hoje nos correspondemos. Ela voltou para a Índia, mas um japonês que se apaixonou por ela foi buscá-la, e até hoje, ela continua morando lá, tem filhos e fala perfeitamente japonês.

Talvez esse ano eu ainda vá para o Japão, por causa do Centenário da Imigração. Vou buscar apoio para montar uma exposição de origami no Anhembi, em São Paulo. Quem está encabeçando isso é a empresária Chieko Aoki, e ela gostaria que artistas do Japão também contribuíssem com suas obras. Mas isso ainda estamos conversando.

Depoimento ao jornalista Leonardo Nishihata
Fotos: Carlos Villalba e arquivo pessoal de Mari Kanegae


Enviada em: 05/03/2008 | Última modificação: 04/06/2008
 
Origens e destinos »

 

Comentários

  1. Sílvio Sano @ 6 Mar, 2008 : 19:52
    Olá, Mari-san. Que bom que vc tb está por aqui para poder mostrar, com sua forma espontânea de ser, que o origami não é apenas uma dobradura de papel. O exemplo com as crianças carentes e seus pais é prova disso. Sem contar a criatividade das mesmas. Mas a sua postura na relação com o aluno é que me chamou a atenção porque, muitas vezes, troca de posição com ele, interage mesmo. Ou seja, o aprender é uma constante em sua vida. Por isso considero que a sua criatividade incrível, a grande variedade de obras e as formas como as apresenta são apenas conseqüências. E daí porque tenho a certeza de que a exposição do origami no Anhembi vai acontecer, sim! "Sugoku kitaishiteruyo!" Abraços

  2. Tereza Yamashita @ 14 Mar, 2008 : 14:58
    Oi, Mari. Muito legal a sua história! Adorei ter aulas de origami com você. Beijos e saudades. Tereza Yamashita

  3. Maité Kulesza @ 26 Mar, 2008 : 09:25
    Oi, Mari! Que bom ouvir um pouco mais da sua história e confirmar o porquê da sua simplicidade. Trago sempre comigo o que o que aprendi da alegria de dobrar papel com vc e a Alice... Beijocas com saudades

  4. Carminha @ 21 Abr, 2008 : 22:49
    Oi Mari, que bom te conhecer melhor. Estou fazendo minha monografia sobre a aplicabilidade do origami na educação e estou lendo vários textos seus. Abraços Carminha http://mcmgarcia11.blogspot.com/

  5. alzira cattony @ 10 Mai, 2008 : 17:07
    Mari, você mora no meu coração, apesar de não ser descente de japoneses, foram suas aulas que me fizeram apreciar a cultura japonesa. Hoje o origam faz parte da minha vida a tal ponto que vou fazer três exposições para comemorar o Centenário da Imigração japonesa. E o me deixa muito feliz é que tenho o direto de usar o Selo do Centenário. Muito obrigada. Alzira

  6. nilza @ 19 Jul, 2008 : 18:39
    Grande admiradora da arte de fazer origami. Gostaria de saber como receber noticias de exposições e pessoas que praticam essa arte. Sou de São Paulo ,bairro do Brookilin. meu email para contato é nilzaornelas@yahoo.com.br

  7. Solange Rodrigues Borges Tex @ 7 Ago, 2008 : 22:51
    Oi Mari!É honroso dizer que já fui sua aluna,por você ser essa pessoa maravilhosa,e a cima de tudo uma grande Mestra de Origami.Beijos e muito sucesso.Sol Tex

  8. juliana kanegae @ 15 Mai, 2009 : 09:38
    oi mari, talvez nos sejamos parentes........ boa a sua historia fik com Deus

  9. grabriel @ 30 Jun, 2009 : 09:38
    buceta gostosa do mundo inteiro

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

| mais fotos » Galeria de fotos

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados