Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaMaristela Chaya › Minha história

Maristela Chaya

Perth - Austrália
42 anos, publicitária

No mundinho fashion


Um dia apareceu na redação do Jornal Paulista um grande nome do mundo fashion, querendo uma matéria convocando japonesas de todo o Brasil para um teste de modelo para um catálogo da marca Vicio. Adivinha quem foi fotografar o cara para essa matéria? Euzinha. Chegando lá, me apresentei como fotógrafa do jornal, ele me olhou e não falou nada, apenas perguntou se eu teria vontade de ser a tal modelo que ele tanto procurava. O que eu poderia responder? Lógico!!! Cheguei no jornal e o fotógrafo do jornal tirou minhas fotos para mandar para a Vicio. Duas semanas depois eu estava lá, com fotógrafo, maquiador, agência, cliente e toda a trupe. A equipe era de primeira - na época, eu nem tinha idéia com quem eu estava trabalhando.

Antes disso um grande amigo meu, jornalista do jornal, já havia feito um editorial comigo e a Pati de modelos. Ele sempre insistia para procurarmos uma agência, mas eu nunca levava a sério. Até hoje agradeço a ele por isso...

Daí para frente fui me distanciando cada vez mais da colônia. Tive que sair do jornal. Não sei como, mas minha carreira como modelo deslanchou, só tinha eu de oriental "pura" naquela época. Eu, com meu 1,66 metro de altura, magrinha e rostinho normal, desfilei no Phytoervas, no Morumbi Fashion, na Semana da Moda. Fui para Belo Horizonte desfilar, fotografei com modelos famosas e com fotógrafos excepcionais, conheci os melhores maquiadores de São Paulo, participei de filmes publicitários, novela, estive em outdoors... Lembrando assim, nem eu acredito... E tudo aconteceu muito rápido. No ano de 1998, eu me formei em publicidade e propaganda, fui trabalhar na área de cinema e larguei tudo.

Hoje já não tenho nenhuma ligação nem com o mundo fashion, nem com a colônia, amo um descendente de russos. Íamos toda semana a restaurantes japoneses, mas isso é muito comum em São Paulo, mesmo para casais de gaijins. Trabalhava com edição de filmes e videos, mas talvez agora eu esteja num novo momento de reflexão, de ressurgimento, de renascimento, ou seja lá o que for. Estou aqui, na Austrália, no meio dos cangurus, para alguma resposta ou sinal de uma qualidade de vida melhor...


Enviada em: 11/10/2007 | Última modificação: 11/10/2007
 
Escola de japonês e grupos de jovens »

 

Comentários

  1. Renato Yassuda @ 8 Abr, 2008 : 11:08
    Prezada Maristela; Parabéns por seu depoimento e por compartilhar conosco. Lendo seu relato achei diversas coincidências interessantes, além do conteúdo referente a dualidade entre os pontos de vista de um descendente de japoneses e o fato de sermos brasileiros de nascimento. As coincidências são a província de origem de antepassados (Kagoshima), data de nascimento (também sou de 11 de outubro), seu nome (tenho uma prima chamada Maristela), somos Sansei e estive em Perth em 2003, a trabalho. A Austrália é um dos lugares mais bacanas que visitei. Se puder leia também meu perfil neste site. Saudações.

  2. LUANA FUYUMI MANENTE UEDA @ 24 Abr, 2008 : 14:42
    GOSTEI MUITO DESTE TRABALHO

  3. Inês @ 25 Abr, 2008 : 10:37
    Muito bonita sua historia, nos mostra como os japoneses eram e são preocupados e manter sua cultura viva, enraizada em seus descendentes, por meio de varios eventos ao longo desses 100 anos e mais integrando os demais Estados, algo dificil, mas como sempre, vcs conseguem. Sou fa desta cultura.

  4. Daniel Takemoto @ 6 Fev, 2009 : 06:23
    Maristela, muito interessante a sua historia... Acabei entrando neste site meio q sem querer e no que fui lendo...Nossa...passei por tuso isso na minha infancia e adolecencia. Muito Legal! Parabens!!

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Nenhuma árvore.

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

| mais fotos » Galeria de fotos

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados