Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaEmerson Luciano Tane › Minha história

Emerson Luciano Tane

Chuo-shi - Bauru / Yamanashi-ken - São Paulo - Japão - 日本
47 anos, Intérprete - 通訳

Tudo valeu a pena.


Tinha acabado de completar 19 anos, a vida no Brasil estava difícil, acredito que ganhava 1 ou 2 salários mínimos, ajudava nas despesas de casa (moravamos com a minha avó), comecei a trabalhar com 16 anos. Moravamos no interior de São Paulo, mais precisamente a 525km da capital, cidade chamada Votuporanga.

Um amigo meu que trabalhava no banco Banespa disse que iria para o Japão, que lá ganhava-se muito dinheiro e que eu poderia também ir pra lá. Não pensei duas vezes, sem dinheiro para pagar uma faculdade, nem mesmo um cursinho, enchi o peito e disse aos meus pais que iria para o Japão.

Dia 29 de agosto de 1991 desembarquei no Narita Internacional Airport, totalmente deslumbrado com tudo o que via, lembro-me que não senti medo de nada, todos naquela época falavam horrores do Japão. Máquinas de refrigerantes automáticas, carros maravilhosos, a limpeza nas ruas, e a altura dos japoneses me assutou....eram altos...rs, eu meço 166cm, então 170cm para mim já é alto,rs. Eu pensavam que eram todos baixinhos, sei lá uma média de 160cm.

As maiores dificuldades que passei foram relacionadas a alimentação, pois só comia comida brasileira. Fui parar umas 3 vezes no médico por causa disso, não comia praticamente nada. Mas o tempo foi passando e passando...hoje prefiro a culinária japonesa.

Desde quando cheguei ao Japão me interessei pela língua japonesa, começei a estudar sozinho e aprendi algumas palavrinhas rapidinho, depois foi só aperfeiçoando, hoje trabalho como intérprete, acredito que poderia falar muito mais o idioma, afinal são 17 anos de Japão...metade de minha vida em terras nipônicas.

Moro em uma província chamada Yamanashi, lugar lindo, rodeado por montanhas, e também onde fica o Monte Fuji, onde aliás já subi 8 vezes (7 até o topo). Foi graças ao Monte Fuji que peguei o gosto por subir montanhas, e hoje já subi também a segunda maior e a terceira maior montanha do arquipélogo.

Aos domingos sou voluntário da Associação Internacional da cidade de Chuo em um curso de língua japonesa destinado aos estrangeiros residentes na cidade. Meu filho estudou 2 anos aqui no ensino fundamental e começou o ensino médio, teve que parar para ir ao Brasil com a mãe. Hoje ele mora em São Paulo e está a minha espera.

Olhando para trás eu diria que só tenho que agradecer a esse país que me acolheu, apesar das dificuldades que passei e ainda passo, tenho o Japão como uma escola, onde aprendi muito. Agradeço aos amigos que passaram por minha vida, aos inimigos que tive e que um dia serão meus amigos, aos Jitchans e Batchans que me ensinaram muito a língua japonesa, aos meus chefes chatos e legais, aos meus pais e meu irmão Fabiano, ao meu filho Thiago e minha esposa Eliza que são um orgulho para mim.

Em 2009 estarei voltando ao Brasil, desta vez com o intuito de ficar, sei que estarei feliz. Deixarei muitos amigos aqui no Japão, mas como Japão é uma escola, aprendemos que nós sempre estamos nos despedindo de alguém. Difícil dizer para um amigo que vai embora: Volte logo, estarei te esperando. Acredito que seria sensato dizer...Se tiver que voltar, ótimo...Se conseguir ficar no Brasil ótimo também, pois fará parte de uma minoria que consegue se estabelecer no Brasil.

Por fim, um arigatou especial a meus avós paternos, Sr.Sadayoshi Tane e a Sra. Harue Tane, pois graças a eles tenho a honra de morar aqui no Japão. Um obrigado ao meu tio Iwao e minha prima Kazuko por terem me dado os 200 dólares mais importantes da minha vida. Nós brasileiros temos muito o que aprender com esse povo, e vice-versa.

Emerson Luciano Tane.
35 anos, intérprete e montanhista.


Enviada em: 13/11/2008 | Última modificação: 17/03/2009
 

 

Comentários

  1. Fabrício Mochizuki @ 17 Mar, 2009 : 19:34
    Caro Tane, foi um prazer imenso poder trabalhar com você, talvez você não tenha idéia disso. Não só eu, mas todos aqui sentiremos muito sua falta, você não foi somente nosso responsável aqui, foi um amigo que sabia separar as coisas. No início pensava que você era formado em relações humanas ou alguma coisa assim. Mas, sem formação nenhuma? Eu que sou formado em Administração não tenho a metade da capacidade que você tem para lidar com pessoas. Um muito obrigado e graças a você melhorei em muito meu "nihongô" e acredito que graças a ele mantive meu emprego. Achei sua história muito bacana e foi por acaso que encontrei você por aqui. Sucesso sempre. Fabrício.

  2. mario katsuhiko kimura @ 18 Mar, 2009 : 12:52
    Caro Emerson Luciano, Parabens pela conquista dos ultimos anos na Terra do Sol Nascente. Entendo que toda glória não vem gratuitamente, é fruto de grande esforço e dedicação. Pela força e determinação demonstrada, tenha certeza que, quer onde estiver, terá sucesso no seu empreendimento. Bom retorno ao Brasil e continue empenhado que novas conquistas advirão. Parabens, grande abraço Kimura.

  3. Aline Oppenheimer Oshiro @ 30 Jun, 2010 : 17:07
    Oi Luciano, Não sei se você se lembra de nós. Trabalhamos juntos na Nissey em Minami-Alps. Eu e meu marido Claudio só temos que agradecer a você. Sentimos muito sua falta aqui como nosso lider, volta logo...sentimos muito sua falta. Na sua epoca nós eramos motivados, trabalhavamos muito mais por você do que por dinheiro, eramos felizes. A empresa também perdeu muito quando você foi embora. O Japão perdeu uma pessoa e tanto. Você conseguiu ser parte de uma minoria, uma minoria `mais que um dekassegui`....rs....lembra dessa frase? Pois é, era sua. Um grande abraço. Aline e Claudio.

  4. Márcia Tane @ 2 Jan, 2011 : 15:24
    Caríssimo primo, apesar de não termos contato, admiro muito a sua história, pode se dizer que você é um vencedor, deixo aqui um abraço e claro, a certeza da gente se ver em breve, abraços Márcia

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Histórias

Vídeos

» Galeria de fotos

  • Nenhuma foto.

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com o mesmo sobrenome

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados