Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaEduardo Inada › Minha história

Eduardo Inada

São Paulo / São Paulo - Brasil
51 anos, Cirurgião Dentista

Trajetória de Eduardo Inada


Eduardo Inada é filho de Juliana Inada e Takao Inada. Por parte de mãe, descendência Húngara e Alemã. Por parte de pai, Japonesa. Ao que me consta, meus avós vieram nos primeiros navios para o Brasil. Meu Avô, Yassuki Inada, nascido no Japão em 1899 e minha avó, Shizuka Inada, também nascida no Japão em 1900. Minhas lembranças de criança remetem à Fazenda São Pedro de propriedade dos meus avós japoneses que tiveram 8 filhos, dos quais 7 homens e 1 mulher. Épocas boas em que a inocência predominava. As brincadeiras eram com a lama, a terra e correr pelo pasto. Ir ao cural e ao chiqueiro era uma aventura, pois predominava o medo dos bois, das vacas e dos porcos era uma loucura. Em contrapartida, o amor pelos bezerros e leitões era demasiado. Andar a cavalo era um prazer. As histórias de pesca e caça próxima ao Rio Pardo e ao brejo vinha dos primos mais velhos que nunca foi de muito interesse para mim. Nas festas de fim de ano, os tios, tias, primos e primas se reuniam na fazenda. Era uma coisa impressionante pelo número de pessoas. Eu ficava doido, era brincadeira para um lado, brincadeira para outro entre churrascos e noites brincando de lobisomem, assando milho no fogão a lenha... banhos na banheira com água esquentada pela serpentina que passava dentro do fogão a lenha... Ahhh , quanta saudades desse tempo. Também me lembro que nas épocas de estiagem, a luz enfraquecia devido a diminuição das águas no córrego São Pedro, que diminuia a rotação dos geradores. O tempo mostrou que nem tudo era fantasia, meus pais se separaram e os tempos anteriores que já eram difíceis, ficaram ainda mais.... Mais tarde eu entenderia que isso seria o maior presente que a vida poderia me dar.... A infância no Alto da Lapa. Fui um garoto muito brincalhão, andei de bicicleta, corri, tive e tenho amigos. Estudei no Sesi na Vila Leopoldina, onde passei anos maravilhosos.... Anos depois, me via prestando vestibular e acabei entrando na Faculdade de Odontologia da Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Desde o primeiro mês da faculdade, fiquei sócio em 1990 da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas Regional de Ribeirão Preto (APCD)... É, de alguma forma ou de outra, acabei militando na APCD... até os dias de hoje... A formação da faculdade foi de grande importância, muitos estágios extra curriculares, muita experiência, muia amizade com amigos(as) e professores... quanta saudade!! Logo veio a verdadeira vida, a de trabalho e sobrevivência. Cursos e mais cursos até que em 1997/1998 fiz Especialização em Prótese Dentária na APCD Central e ao mesmo tempo, por um trabalho fenito em conjunto com outras pesssoas, fui convidado a participar de uma equipe de implantes. Em 1999, convidado a dar uma aula no Curso de Especialização em Implantodontia da Fundação da USP, acabei ficando até os dias atuais... Durante esse período fiz Mestrado no Departamento de Prótese da FOUSP.. Nossa, que loucura lembrar dessas coisas que tanto marcam a minha vida.... É!! Sou feliz... Graças a Deus!! Agora, o que eu herdei dos japoneses??? Acho que uma paciente me definiu direitinho: "Você tem a paciência de um Monge, a força, a garra e a determinação de um Samurai e a loucura de um Kamize" .. acho que esqueceu um pouco de doçura.... Essa definição veio da luta que travo a três anos contra uma construtora para permanecer com meu imóvel e resistir a especulação imobiliária, onde queriam que eu vendesse pelo preço deles e eu não vendi. Hoje estão com a minha casa encravada no meio de um prédio de alto padrão no bairro do Alto da Lapa.... Hoje vivo feliz!! Sou uma pessoa que cresceu com a vida...
... Meu site www.inada.com.br


Enviada em: 05/08/2008 | Última modificação: 05/08/2008
 

 

Comentários

  1. Renato Yassuda @ 7 Ago, 2008 : 09:58
    Prezado INADA-san; Gostei de ler seu depoimento. Suas lembranças de infância são muito parecidas com as da minha longinqua porém bem aproveitada infância. Parabéns por seu depoimento e obrigado por compartilhar conosco.Meu pai, Renato Satio Yassuda também é cirurgião dentista e professor de odontologia (já aposentado) e se formou na USP, mas isso na década de 60.Quanto a definição de sua pessoa:"tem a paciência de um Monge, a força, a garra e a determinação de um Samurai e a loucura de um Kamikaze" isto é a essência do bushido. Parabéns. Se puder, leia meu relato neste site. Ficarei grato e honrado. Saúde e Paz.

  2. Van @ 24 Out, 2008 : 16:01
    Isso explica sua paciência e seu jeito calmo de tratar aos pacientes ( ao menos minha mãe ). Abrçs,

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

» Galeria de fotos

  • Nenhuma foto.

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com o mesmo sobrenome

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados