Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaRicardo Takamitsu › Minha história

Ricardo Takamitsu

Roma - Itália
37 anos, Sushichef executive

Japão uma experiência inesquecível!


Sou Ricardo Takamitsu nasci em Sao Paulo, sou filho de mãe nikkei e pai mineiro. Aos 24 anos, vim no início de fevereiro para Napoli, Itália, trabalhar como sushiman no restaurante Jap-one. Na minha infância, minha ‘obatchan’ (avó), fazia algumas comidas orientais de forma perfeita. Porém meu contato diretamente com a cultura japonesa foi o karatê”. Começei a praticar o estilo de luta aos 12 anos, por admirar Gichin Funakoshi, responsável pela globalização desta arte. Eu estava disposto a virar um karateca e a lecionar a arte se não fosse por outra paixão: a culinária.
Aos 17 anos, comecei minha carreira de sushiman como ajudante do Ignacio Ito no restaurante Nakombi. Após quatro anos de estudo me tornei responsável da filial Jardim Sul da companhia. Em dezembro de 2005, fui ao Japão como dekassegui. Morei em Chiba e trabalhei no restaurante Fast Cook. No arquipélago, fui obrigado a mergulhar de cabeça na cultura oriental: desde aprender a língua até lidar com o jeito rigoroso do país.Quando cheguei, sabia falar somente alguns termos relacionados a artes marciais, como nomes de golpes, e à culinária. Comunicava-me em inglês, mas sempre que tinha tempo estudava japonês. Mesmo com o trabalho puxado, conheci Tokyo, Yokohama, Saitama e Kanagawa. Em Saitama, conheci o Jonh Lennon Museum, que fica no Saitama Stadium. Tokyo foi o lugar que mais gostei. Quando se anda pelas enormes calçadas, se ouve de todas as línguas. Tem muita agitação, tecnologia, e a estação de metrô parece uma cidade subterrânea.
Depois de 11 meses, recebi o convite de Ito para trabalhar no Jap-one em Napoli. Tive que deixar minha mãe e o meu irmão no Japão para tentar a sorte na Itália. Na época minha especialidade era fazer rolls, pois fazia com muita cura e atenção aos detalhes.
A culinária japonesa tem tido altos índices de aprovação na Itália. O mais difícil é ter que deixar para trás as pessoas que amo. Minha namorada e meus amigos de infância me esperam no Brasil, minha mãe e meu irmão, no Japão. A única forma de matar um pouco de saudade é fazendo ligações caríssimas”.
Outro modo de manter meus vínculos foi a ideia de criar um blog, meu diário virtual, que mantém o elo entre Ricardo e “seus países”, e a minha lembrança do Japão. (http://yestaka.spaces.live.com). Além da paixão pelo karatê e pela culinária nipônicas, Sou fã de músicas, minha preferida no Japao era “Tomodachi” (que significa amigos), do grupo Ketsumeishi.
Gosto do modo como eles se fazem grandes(japoneses), a filosofia e o modo de agir faz com que tudo no Japão funcione. Tudo gira em torno de muito respeito e cordialidade. Hoje tenho somente a agradecer tudo que a cultura japonesa me ensinou, sei que o meu lado oriental me ajudou muito, em vários aspectos seja profissional que emocional.
Domo arigatou gozaimashita


Enviada em: 11/10/2007 | Última modificação: 07/06/2015
 

 

Comentários

  1. Fernanda Fukayama Caio @ 18 Out, 2007 : 11:19
    Ri!!! Quando você volta para o Brasil? Saudades... Beijos da sua prima!!! Fefe

  2. Beto Balduzzi @ 23 Out, 2007 : 12:03
    Uma idéia: Convide sua vizinha para comer frutas sentada no sofá no meio do mato e economize o motel. Mas seja sensível, ela pode levar a sério o "xii", peça para ela ficar de Yon.

  3. Rafa @ 23 Out, 2007 : 13:46
    Aeeee muleke do caralho... você e suas histórias... faltou contar que você aprontou com a chinesa ensinando-a a dizer muito obrigado.. ou melhor, quero sexo rsrsrsrsrs.... demoro para transformar suas aventuras em um livro... volta logo caramba... Abrass do mano Rafa

  4. Thays @ 23 Out, 2007 : 23:16
    Oi, Ri! Amei sua história!!! Até consegui visualizar vc me contando essas coisas... mto a sua cara... saudades imensas de vc!!! Beijos

  5. Fernanda @ 3 Dez, 2007 : 18:23
    Riii... Liga pra mim... Preciso falar com você! (11) 7638-3205! Beijos da Prima

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Histórias

Vídeos

| mais fotos » Galeria de fotos

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados