Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriayoshio imaizumi › Minha história

yoshio imaizumi

sp / sp - brasil
58 anos, comerciario

Centenario da Imigração Japonesa- Faça a Sua Parte, estamos fazendo a nossa


A primeira reunião da comissão nacional do centenário da imigração japonesa, foi em 15 de dezembro de 2001. Fui convidado a integrar a assessoria da Coordenação geral como voluntário pelo General Akira Obara em 2003, na época coordenador geral do centenário, hoje coordenador da comissão de Segurança.Acredito que foram as repercussões positivas dos primeiros trabalhos comunitários expressivos na fundação da Liga Nipo Brasileira de Volleyball, Liga Nipo Brasileira de Futsal e Liga Nipo Brasileira de Tenis de Mesa,que motivaram o convite.
Passei pela coordenação do Falecido Keitaro Yaguinuma, Professor Reimei Yoshioka e agora com o Presidente da Comissão executiva Ossamu Matsuo. Nenhuma faculdade, curso, viagem, atividade, poderia me dar a honra de poder conviver com tantos e tão ilustres membros da elite da comunidade nikkey. Aprendi muito e tenho muito a aprender.
Hoje estou coordenador da comissão de relacionamento com entidades da comissão nacional, focado no incentivo às comemorações municipais em São Paulo e outros estados, apesar de termos entre nossos vice presidentes 40 dos presidentes das entidades mais importantes de norte a sul do país. Os projetos da Tocha da Amizade que sairá do porto de Kobe e virá ao Brasil participar das festividades oficiais no Estado de São Paulo, teve e tem nossa contribuição. A celebração religiosa oficial é organizada por uma sub comissão de nossa equipe.Viajamos praticamente todos os fins de semana fazendo reuniões com prefeitos, vereadores, secretários municipais e lideres da nossa comunidade, organizando e incentivando as comemorações no âmbito municipal.
É realmente uma honra poder conhecer as comunidades, as atividades e principalmente as contribuições de imigrantes que atravessaram o mundo ,indo para o local mais distante do planeta, tentar a sorte e voltar rico para o Japão. A língua totalmente estranha, a comida sem nenhum parâmetro com a milenar tradição cultural japonesa. Muitos fugiram das fazendas de café pois a condição era semelhante á escravidão. Muitos morreram com doenças tropicais, ou simplesmente porque tinham vergonha de procurar um médico.
Hoje a comunidade nikkey está presente em praticamente todos os setores da sociedade brasileira, integrados neste pais acolhedor e contribuindo com a riqueza de nosso país.
Conheci o cerrado brasileiro em São Gotardo-MG, só para ter uma idéia 75% da produção nacional de cenoura é retirada nas antigas terras devolutas, antes da participação dos nikkeys em projetos inacreditáveis de competência da agricultura brasileira.
A adaptação de frutas ao clima tropical é outra especialidade, visto o caqui, ponkan, nomes sugestivamente de origem niponica, para não ficar enumerando diversas frutas e plantas adaptadas. Muitas historias de pessoas, de entidades, de regiões, de estados, de um povo que completa sua integração na sociedade brasileira nos 100 anos de imigração, invertendo o fluxo migratório para o Japão. É o mundo globalizado
Histórias de Shuhei Uetsuka de promissão que com a modernidade não temos referência para dimensionar a coragem e o significado do termo trabalho comunitário.
Vamos comemorar e agradecer o centenário citando os objetivos da comissão nacional que é a Associação para Comemoração do Centenario da Imigração japonesa no Brasil

A Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil tem por objetivos:

- Homenagear os imigrantes japoneses

- Manifestar gratidão pela receptividade dos brasileiros e pelo feliz convívio com os demais imigrantes

- Fortalecer os laços na comunidade nipo-brasileira no Brasil e no Japão

- Fortalecer o relacionamento bilateral Brasil – Japão

- Valorizar e incrementar a divulgação da cultura japonesa no Brasil e a da cultura brasileira no exterior

Parabéns comunidade Nikkey (descendentes de imigrantes japoneses)!!!!!


Enviada em: 27/12/2007 | Última modificação: 27/12/2007
 
Filho caçula de imigrantes »

 

Comentários

  1. Sílvio Sano @ 28 Dez, 2007 : 12:06
    Nossa, Yoshio! Já sabia que era muito engajado em prol da comunidade nikkei, mas não, que era poli esportista. E assim sendo, ganharam as várias áreas esportivas, como ganhou a comunidade nikkei. A prova está na formação dessas várias ligas, além da consolidação do Nikkei Matsuri... Zona Norte! Parabéns!

  2. Edmundo Gonzalez de Jesus @ 1 Abr, 2008 : 09:34
    Sou Policial Militar e trabalho na área de Relações Públicas, Zona Leste, ontem recebi uma ordem dos meus superiores para fazer um levantamento de todas as comunidades niponicas da região onde trabalho, quantos Policiais Militares descendentes de japoneses existentes no efetivo da Companhia, para melhor informar aos meus superiores solicito a ajuda de V.Sª se possível, constando: o nome da entidade; o nome da pessoa responsável, endereço, telefone, resumo istórico (máximo de 10 linhas, caso haja algum ato programado em comemoração do centebnário da Imigração Japonesa no Brasil, favor passar informações a respeito. provavelmente a Corporação estará participando e ou convidando perssonalidades a serem homenagiadas em solenidades nos quarteis da Polícia Militar durante o mês de Abril. Por Favor entrem em contato pelos telefones; 6546 4063 ramal 21 falar com Cb PM Edmundo 6545 5503 2bpmm3cia@polmil.sp.gov.br A/C Cabo PM Edmundo

  3. Milton Yoshio Narita @ 11 Abr, 2008 : 12:48
    Olá Xará: Tive o prazer e a oportunidade de conhecê-lo por estas bandas das montanhas de minas... Sou testemunha de que fez e faz muito para merecer esta "espinhosa", mas engrandecedora missão de colaborar na organização deste centenário. Em São Gotardo estamos nos dedicando para mostrar um pouquinho da força da cultura japonesa. Pela dedicação ao trabalho, perseverança, humildade, honestidade os nossos migrantes por aqui são sempre exemplos a serem seguidos pela comunidade local... Um forte abraço . Milton Yoshio Narita

  4. Camila @ 15 Abr, 2008 : 14:38
    Oi yoshio tudo bem é a camila queria saber se tem como eu entra nesse campeonato que é essa semana ... entre em contato comigo ? mila_sagatiba@hotmail.com obrigada é a camila do Kazuko

  5. Marisa Kumimatsu @ 25 Abr, 2008 : 21:24
    Olá Yoshio! Parabéns pela sua atitude, paciência e persistência em prol a comunidade japonesa aqui na região da Zona Norte.

  6. safira @ 8 Jun, 2008 : 08:10
    gatinhooo..vc é 1000..

  7. Marcos Yamada @ 8 Jul, 2008 : 12:15
    Caro Yoshio Muito obrigado pelas palavras, fico lisonjeado pois nao sou tudo isso. Nao se trata de falsa modestia, pois realmente nao me sinto tao importante como voce disse.... na verdade tenho muitos amigos que me ajudam isso sim e a realidade. Alem de que o tenis de mesa e a minha vida.

  8. anderson_s_black@hotmail.com @ 11 Jul, 2008 : 14:41
    eu queria saber como entrar nesse campeonato

  9. laercio karita @ 5 Set, 2008 : 01:04
    Yoshio, Acho que anotei seu email errado.... Meu email é laercio.karita@gmail.com Favor encaminhar as informações do voley para meu filho cesar yudi. obrigado um abraço Laercio Karita 11 91138342

  10. eder @ 29 Set, 2008 : 19:40
    olá yoshio!! gostaria de saber mais sobre esses campeonatos !! ( voley ) se possivel por favor entre em contato !! att eder nishida edernishida@hotmail.com

  11. Danilo Amerio Gonçalves @ 15 Out, 2008 : 14:58
    GRAAAANDE YOSHIO!!! Quanto tempo! Te conheci uma criança (como eu tb era!). Eramos amigos na Vila Mazzei! Eu estudei com seu irmao, mas depois eu mudei para o Rio de Janeiro. Alias, voces 2 foram me visitar e passaram uns dias conosco, lembra? Quero voltar a ter contato com vcs! Meu Email é daniloamerio@hotmail.com. ABRAÇÃO PARA VCS!!! Estou morando no Canada, mas no final de 2009 estarei de volta!!

Comente



 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados