Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaMarcello Deliza › Minha história

Marcello Deliza

Palmeiras / PR - Brasil
60 anos, Administrador de Empresas

Adepto da Culinária Japonesa


AACJ-br - Associação dos Adeptos da Culinaria Japonesa no Brasil.

Criada há 12 anos pelo descendente de italianos Marcello Giuseppe Deliza, a Associação dos Adeptos da Culinária Japonesa - AACJ iniciou informalmente suas atividades a partir de reuniões promovidas por amigos que estavam interessados em descobrir os segredos de uma das culinárias mais sofisticadas, saudáveis e nutritivas do mundo.

Foi em 1995 que Marcello inscreveu-se em um curso de sushi e sashimi e a partir daí nunca mais parou de se aprofundar no assunto, ficando encantado pela comida japonesa e se especializando cada vez mais na arte de fazer as iguarias.

Fanático pela culinária japonesa e com habilidades de um sushiman, começou a ser convidado cada vez mais pelos amigos para fazer almoços e jantares e também promover festas típicas japonesas. O hábito da degustação da comida japonesa entre amigos difundiu-se rapidamente e de maneira espontânea, e começaram a surgir solicitações para a realização de cursos rápidos para a difusão das técnicas da arte de fazer sushi e sashimi.

No começo dos anos 90 ocorreu a "crise do salmão", deflagrada quando foi descoberta a contaminação do salmão cru pelo parasita do cólera Diphyllobothrium ssp. A freqüência dos restaurantes japoneses caiu 60%. Por outro lado, a ABCJ (Associação Brasileira de Culinária Japonesa), que até então tinha somente 60 estabelecimentos filiados, viu este número triplicar porque o fortalecimento desta entidade passou a ser a maneira de enfrentar a crise.

A ABCJ articulou a importação e o transporte de salmão congelado com os Ministros da Pesca e da Agricultura, abastecendo o mercado (restaurantes conveniados) de produtos sem qualquer tipo de contaminação.

Marcello Giuseppe Deliza, principal articulador dos encontros entre amigos em torno da culinária japonesa, interessou-se em filiar-se à ABCJ mas não obteve êxito, já que a entidade só aceitava filiados com perfil de pessoa jurídica. Foi aí que surgiu a idéia da formação da AACJ - Assocaição dos Adeptos da Culinária Japonesa, entidade a qual poderia se associar qualquer pessoa (física ou jurídica) desde que gostasse da culinária e/ou da cultura japonesa.

Os cursos promovidos pela AACJ no final dos anos 90 eram realizados em São Paulo na sede da Associação Cultural e Assistencial Mie Kenjin do Brasil, na Vila Mariana e tinham como "sensei" (professor) o campeão nacional de Sushi da época (segundo a ABCJ), Eduardo Kenji e ensinavam técnicas básicas de preparo de pratos tradicionais como sushi e sashimi.

O sucesso das iniciativas da AACJ, voltadas ao compartilhamento de experiências e técnicas culinárias orientais, expandiram-se pelo interior de São Paulo em cidades como Jacareí, Lençois Paulista e Campinas.

Em julho de 1997, Marcello, o idealizador e criador da AACJ, mudou-se para Lima, no Peru, para prestar serviços de consultoria na sua àrea de atuação profissional (informática e saneamento), deixando a associação aqui no Brasil somente com a manutenção básica.

Marcello teve então a oportunidade de conhecer os restaurantes japoneses situados no Peru, um país de grande tradição pesqueira e também grande pólo de imigrantes japoneses (é o segundo país com o maior número de japoneses depois do Brasil) e a levar também para o Peru a AACJ, criando a AACJ/Pe com cursos ministrados pelo renomado Chef Juan Cuestas (na época, sushiman do Makoto Sushi Bar de Lima).

Foi com a expansão das atividades da AACJ para Lima no Peru e com perspectivas de trabalho na Argentina, Chile e Colômbia que Marcello teve a idéia de deixar a AACJ em cada um desses países criando a AACJ/AL – Associação dos Adeptos da Culinária Japonesa da América Latina. Um sonho que ainda não foi possível realizar.

Em 2002, por motivos profissionais, Marcello retornou ao Brasil e em comemoração ao ano do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil pretende ativar a associação lançando oficialmente AACJ/Br. O início dos trabalhos foi a criação deste Blog, do Site e de uma estrutura adequada para suportar a demanda de trabalho prevista para a Associação.

Em comemoração ao ano do Centenário o Sr. Marcello pretende lançar o projeto da primeira ESCJ - Escola Superior de Culinária Japonesa no Brasil, com sede inicialmente em São Paulo e de caráter eminentemente profissional, com cursos de graduação de média e longa duração (ex.: Sushiman Chefe Internacional – Curso com 3 anos e meio de duração) .

É com muita alegria que o Sr. Marcello retoma as atividades da AACJ/Br, esperando que cada vez mais reúna amigos e/ou adeptos em torno de uma culinária saudável.

Acesse o Blog:
http://aacj-br.zip.net


Enviada em: 03/05/2008 | Última modificação: 03/05/2008
 

 

Comentários

Não há comentários. Seja o primeiro!

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Nenhuma árvore.

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

» Galeria de fotos

  • Nenhuma foto.

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados