Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaeva duarte › Minha história

eva duarte

Olinda / Pernambuco - Brasil
50 anos, Jornalista e Artesã

Caminhos que levam às Dobras


Há 20 anos, conheci um lindo sansei em São Paulo.
Da nossa história de amor, nasceria um lindo yonsei, Kiichi Duarte Nakazone, hoje com 12 anos.
Do profundo contato com a família Nakazone e consequentemente com a cultura oriental, nasceria a paixão pelo Origami.
Há dois anos, deixei a carreira de jornalista, porque as infinitas possibilidades de criação, trabalho e prazer com as dobraduras se tornaram uma feliz obsessão.
Hoje, vivo de e para o Origami, tratando de adaptar a técnica aos materiais existentes aqui na terra do sol quente, o Nordeste brasileiro. Trabalho também com a adaptação do ensino das dobrinhas à aprendizagem da poesia brasileira e da arte contemporânea.
Faço parte do grupo OrigamiYú, ligado à Associação Brasil-Japão de origamistas descendentes e não-descendentes.
Tenho a forte sensação de pertencimento à cultura oriental. Quem sabe já não fui japonesa?
Feliz Centenário!


Enviada em: 10/03/2008 | Última modificação: 10/03/2008
 

 

Comentários

  1. Renato Yassuda @ 10 Mar, 2008 : 14:44
    Prezada Eva; Parabéns por seu depoimento e mais ainda por seus trabalhos. A mistura de cravo e canela na decoração de seus trabalhos carrega um simbolismo muito forte da mistura Brasil e Japão. Obrigado por compartilhar conosco.

  2. Yoshiro Nagase @ 22 Mar, 2008 : 09:43
    Olá Eva:- Gostei imensamente da sua presença nesta página. Também tive uma Eva, companheira extraordiária que, infelizmente, partiu para a Eternidade há quase dois anos. Sua maravilhosa arte, certamente é uma inestimável contribuição para eternizar a harmoniosa integração de nossas raças. Parabéns e continue desenvolvendo seu magnífico trabalho.

  3. Maité Kulesza @ 26 Mar, 2008 : 10:29
    Oi, Evinha! Adorei seu depoimento. Orientalidade não é só genética. E quem não é, um pouco, Oriental??? Depois de tanta miscigenação... O Centenário deve comemorar 100 anos de um casamento entre Brasil e Japão que fez nascer muitas amizades... Entre elas, as amizades das dobras de um papel. Tchau, Amiga!

  4. Dida Maia @ 26 Mar, 2008 : 15:41
    Minha amiga Eva é um mundo inteiro. No mundo inteiro de Eva não há fronteiras nem raças. Brasil e Japão estão posicionados em lados opostos do planeta Terra, mas no mundo inteiro de Eva são vizinhos e muito amigos, como tudo no mundo inteiro de Eva.

  5. Cristina B. Martinazzo @ 26 Mar, 2008 : 15:41
    Oi! Amiga! Adorei seu depoimento! Só acho que deve também contar o seu acréscimo a esta arte a qual somos apaixonadas! Não basta fazer origami, é preciso que se mostre como se pode criar junto a ele! E você o faz! Os elementos e idéias que junta a arte do origami, nos faz ter vontade de aprender, respeitar a arte e criar! Sucesso e Mil Beijos! Até mais, amiga!

  6. Cleto Campos @ 26 Mar, 2008 : 17:35
    O Origami de Eva desdobra o sorriso que fica guardado dentro de nós | Querida Eva, parabéns por falar todas as línguas e linguagens em teus lindos papeis de sonhos coloridos

  7. Bia Lins @ 27 Mar, 2008 : 01:10
    Evinha, sou feliz pelo êxito... comunicadora das dobraduras, invenções mil, poetisa em papéis retorcidos, inigualáveis, nas quebradas e quebranças da majestosa Oh!Linda e em tantos outros recantos. Que a tua Arte transborde mundos e se faça ponte cada vez mais orientalizada nos Brasis de nossas existências. Bjs, Bia Lins. (poetisa, jornalista, educadora).

  8. Nelson Sinzato @ 24 Ago, 2008 : 12:56
    Prezada Eva, no casameto e na arte você está integrada a comunidade nipo-brasileira. Nakazone é descendente de Okinawa, não é mesmo?. Sucessos para você.

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Nenhuma árvore.

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

| mais fotos » Galeria de fotos

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados