Olá, faça o Login ou Cadastre-se

  Conte sua históriaPaulo Shiosaki › Minha história

Paulo Shiosaki

Recife / Pernambuco - Brasil
61 anos, Funcionario Publico

Haru e Natsu


Recentemente assisti a série Haru e Natsu, um drama que relata a separação de duas irmãs, por conta da imigração de sua família ao Brasil. Neste drama é contada a vida da que ficou no Japão, e da outra que veio ao Brasil junto com o resto da família.
É interessante, como a vida da que veio ao Brasil tem muitas passagens que lembra a vida de minha família.
O motivo de vir ao Brasil é idêntico, porém em tempos diferentes.
O pai de Haru decide vir ao Brasil antes da II Guerra Mundial, que por conta de uma grave crise no Japão o povo enfrentava muita dificuldades para viver.
O meu pai decide vir ao Brasil depois da II Guerra Mundial. Na época, a crise se dava pelo fato do Japão ter iniciado e perdido a guerra. Mais, Igualmente, o povo estava enfrentando muitas dificuldades para viver.
Em KOBE, a concentração nos alojamentos, para em seguida embarcar no navio que os levaria ao Brasil. A festa de despedida na hora da partida.
As brincadeiras bem como a realização de um undokai durante a viagem. A formação de amizades entre os imigrantes, cada qual de um local diferente.
O desembarque e em seguida rumo as terras onde seriam assentados.
O trabalho duro de assentamentos das famílias bem como o desbravamento das terras para o uso. Em todos os momentos as famílias trabalham juntas como mostrado no filme.
A cena em que o irmão mais velho de Haru que adoece, e recente a falta de um médico. É uma situação idêntica a da minha segunda irmã, que também é acometida pela mesma enfermidade. Meus pais recentem a falta de um médico como no filme. Porém, diferente do filme, minha irmã sobrevive.
As dificuldades de adaptação à alimentação. O arroz é um produto escasso e de péssima qualidade.
A fuga das fazendas tem semelhança com a fuga de famílias dos locais de assentamento. Todos os colonos têm um contrato tanto com o governo brasileiro, bem como, com o governo japonês.
O reencontro das famílias anos depois que deixaram ou abandonaram a colônia.
O retorno ao Japão, onde sentem que não pertencem mais a terra natal. Tornaram-se “nippon brasileiros”.
A outra diferença que encontro entre a minha família e a família de Haru é que, enquanto a minha família foi para uma colônia no interior do Amapá, a de Haru foi para uma fazenda no interior de São Paulo.
No restante tudo que meu pai contou é muito parecido, senão igual.


Enviada em: 20/08/2009 | Última modificação: 20/08/2009
 

 

Comentários

Não há comentários. Seja o primeiro!

Comente



Todo mundo tem uma história para contar. Cadastre-se e conte a sua. Crie a árvore genealógica da sua família.

Árvore genealógica

Histórias

Vídeos

  • Nenhum vídeo.

» Galeria de fotos

  • Nenhuma foto.

Áudios

  • Nenhum áudio.
 

Conheça mais histórias

mais perfis » Com a mesma Província de origem

 

 

As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade do participante e não refletem necessariamente a opinião da Editora Abril


 
Este projeto tem a parceria da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Sobre o Projeto | Cadastro | Fale Conosco | Divulgação |Termo de uso | Política de privacidade | Associação | Expediente Copyright © 2007/08/09 MHIJB - Todos os direitos reservados